Grupo Arié

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Roudolph Arié - Perfumaria e Cosmética, S.A.

Versão: 31 de agosto de 2018

A Roudolph Arié - Perfumaria e Cosmética, S.A.(doravante, também referenciada abreviadamente por “RAPC”)distribui em exclusividade marcas de prestígio e renome internacional nos mercados de Perfumaria e Cosmética Seletiva.

Mantendo-se fiel aos seus princípios e valores, e honrando sempre o compromisso do fundador do Grupo Arié, a RAPC congratula-se da sua evolução e crescimento e de se reger até aos dias de hoje por critérios que considera ser imprescindíveis na sua relação para com o cliente e marcas associadas: rigor, credibilidade, responsabilidade, flexibilidade, inovação, transparência e confiança.

A presente Política de Privacidade descreve quem somos, para que finalidades usamos os dados dos titulares, como os tratamos e guardamos, com quem os partilhamos, durante quanto tempo os conservamos, assim como as formas de entrar em contacto connosco e exercer os seus direitos.

QUEM SOMOS?

Os seus dados pessoais serão tratados pela RAPC, pessoa coletiva n.º 500236380 com sede na Estrada Tires, Manique, número de telefone +351214457100.

A RAPC é responsável pelo tratamento de dados pessoais que recolhe, trata e guarda, no sentido em que tais expressões são definidas pelo Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (ou “RGPD”)

Os dados pessoais poderão ser igualmente recolhidos em conjunto com marcas parceiras com as quais desenvolvemos ações de fidelização. Quando tal ocorra, as condições em que os dados são recolhidos e tratados são transparentes e visíveis para o titular dos dados, e objeto de dupla garantia, ou seja, cobertos pela Política de Privacidade da RAPC, e pela Política de Privacidade da respetiva marca.

PORQUE TRATAMOS A SUA INFORMAÇÃO?

A RAPC apenas trata dados pessoais quando, desde logo, tal for necessário para cumprir com obrigações legais que se lhe aplique, ou tal operação de tratamento for necessária para execução de um contrato ou diligências pré-contratuais a ele associadas.

A RAPC poderá, ainda, tratar informação se tiver um interesse legítimo para o fazer, desde que, em cada caso, este interesse esteja em conformidade com a legislação aplicável e os direitos do titular dos dados. Tal poderá ocorrer, a título de exemplo, para efeitos de comunicação com os seus clientes; recrutamento de colaboradores ou prestação de informações sobre as atividades desenvolvidas e produtos oferecidos pela RAPC.

Quando nenhuma das restantes condições de licitude sejam aptas a suportar a operação de tratamento dos dados, a RAPC apenas tratará a informação se tiver obtido o consentimento do titular dos dados para tratar os seus dados pessoais para finalidades específicas, explícitas e legítimas.

PARTILHA E TRANSFERÊNCIA DE DADOS PESSOAIS

A RAPCpartilha dados com entidades terceiras, nos termos legais, ao abrigo do dever de cooperação, designadamente, a Autoridade Tributária e Aduaneira e a Segurança Social.

A RAPCpode, ainda, transferir dados para entidades prestadoras de serviços que atuam exclusivamente sob sua orientação ou em seu suporte, e que respeitam medidas técnicas e organizativas equivalentes àquelas a que está obrigada.

DURANTE QUANTO TEMPO CONSERVAMOS A SUA INFORMAÇÃO?

A RAPC apenas conserva os dados pessoais durante o período necessário para a observância dos propósitos para os quais estes foram recolhidos. Os prazos de retenção da generalidade dos dados pessoais tratados pela RAPCresultam da lei ou dos contratos que celebra com clientes, fornecedores e parceiros. Apenas excecionalmente a RAPC recolhe e trata dados com base no seu interesse legítimo ou no consentimento do titular.

EXERCÍCIO DOS DIREITOS POR PARTE DO TITULAR DOS DADOS

A qualquer momento, o titular dos dados poderá:

  • Solicitar o acesso à informação– o titular dos dados pessoais tem o direito a obter a confirmação de que os dados que lhe digam respeito são, ou não, objeto de tratamento e, quando for o caso, aceder aos seus dados pessoais e aceder às informações previstas na lei.
  • Solicitar a retificação da informação caso esteja inexata ou incompleta– o titular dos dados pessoais tem direito a que aRAPC, sem demora injustificada, retifique os dados inexatos ou incompletos que lhe digam respeito.
  • Solicitar o apagamento dos seus dados pessoais– o titular dos dados pessoais tem o direito de solicitar à RAPCo apagamento dos seus dados, sem demora injustificada, e esta tem a obrigação de apagar os dados pessoais, sem demora injustificada, quando se aplique, designadamente, um dos seguintes motivos:
  • Os dados pessoais deixaram de ser necessários para a finalidade que motivou a sua recolha ou tratamento;
  • Opõe-se ao tratamento e não existem interesses legítimos prevalecentes que justifiquem o tratamento; ou
  • Retirou o seu consentimento para o tratamento de dados (nos casos em que o tratamento é baseado no consentimento) e não existir outro fundamento para o referido tratamento.
  • Solicitar a limitação do tratamento dos seus dados pessoais– o titular dos dados pessoais tem o direito de solicitar àRAPCa limitação do tratamento dos seus dados se se aplicar, designadamente, uma das seguintes situações:
  • Contestar a exatidão dos dados pessoais, durante um período que permita àRAPC verificar a sua exatidão;
  • O tratamento de dados for lícito e o titular dos dados se opuser ao apagamento dos dados pessoais e solicitar, em contrapartida, a limitação da sua utilização;
  • A RAPCjá não precisar dos dados pessoais para fins de tratamento, mas esses dados forem requeridos pelo titular para efeitos de declaração, exercício ou defesa de um direito num processo judicial;
  • Se tiver oposto ao tratamento, até se verificar que os motivos legítimos do responsável pelo tratamento prevalecem sobre os do titular dos dados.
  • Opor-se ao tratamento dos seus dados pessoais– o titular dos dados pode opor-se ao tratamento dos seus dados pessoais nos casos em que o tratamento de dados for efetuado para efeito dos interesses legítimos prosseguidos pela RAPC.Nesta situação, aRAPCpoderá demonstrar a existência de fundamentos legítimos que prevaleçam sobre os interesses legítimos do titular de dados.

Os titulares dos dados poderão, em qualquer momento, exercer os seus direitos, através do endereço de e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou através de carta para o endereço postal Estrada de Tires, Manique, 2785-264 São Domingos de Rana.

Pode também contactar o Responsável pela Proteção de dados em Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. .

Pode, finalmente, optar por contactar a Autoridade de Controlo que, em Portugal, é exercida pela Comissão Nacional de Proteção de Dados, enviando a sua mensagem para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. .

Medidas Técnicas, Organizativas e de Segurança

A RAPC implementa e assegura a manutenção de meios de proteção adequados, por forma a que os seus procedimentos internos para a segurança dos dados pessoais estejam em conformidade com a regulamentação em vigor. A RAPC desenvolve, ainda, todos os esforços necessários para assegurar que contratualmente as entidades terceiras com quem colabora, na qualidade de parceiros ou prestadores de serviços, garantem uma proteção adequada dos dados pessoais a que tenham acesso. A RAPC limita o acesso a dados pessoais a colaboradores específicos, e apenas quando o seu contato com tais dados pessoais se justifica, no âmbito das suas funções.

A RAPC toma as medidas necessárias para garantir o tratamento seguro dos dados pessoais. Em especial, toma medidas cautelares para proteger os dados pessoais contra perdas ou abusos, e usa procedimentos de segurança para evitar acessos não autorizados a esses dados pessoais.

 

© Copyright Grupo Arié 2013 - 2018. All Rights Reserved.

Template Design © Joomla Templates | GavickPro. All rights reserved.